Consórcio de imóveis

O consórcio de imóveis pode ajudar muitas pessoas a realizarem o sonho da casa própria, sem taxas de juros.  

Muitas pessoas sonham em ter um imóvel próprio, mas acabam deixando este sonho de lado por não possuírem o dinheiro necessário para o pagamento à vista e para não ter que pagar as altas taxas de juros que os financiamentos imobiliários oferecem. Então, o consórcio de imóveis pode ser uma excelente opção para este tipo de perfil.

Para que se possa fazer um consórcio que realmente seja bom para você, é muito importante saber como ele funciona.

Como funciona um consórcio de imóveis

De maneira geral, um consórcio nada mais é do que um grupo de pessoas que possuem o mesmo interesse em comprar um determinado bem, mas que não possuem o dinheiro necessário para realizar esta compra à vista.

Então, esse grupo se une, e pagam parcelas mensais, onde com o valor destas parcelas, seja possível fazer a compra de pelo menos um bem por mês, pagando o seu valor à vista.

Para que isso possa acontecer, o consórcio é gerido por uma administradora, que é responsável por fazer o recolhimento das parcelas, assim como os sorteios de contemplação mensais.

É uma espécie de poupança coletiva, onde os participantes possuem um interesse em comum, que neste caso é a compra ou a reforma de algum tipo de imóvel residencial ou comercial.

O que pode ser comprado com a carta de credito do financiamento de imóveis?

Com a carta de crédito do financiamento de imóveis, é possível fazer as seguintes compras:

  • Compra de casas ou apartamentos de todos os tipos;
  • Reformar ou construir;
  • Comprar lotes e terrenos;
  • Fazer compras ou reformar para pontos comerciais, como salas e galpões;
  • Entre outros.

Como são as taxas e juros do consórcio de imóveis

O consórcio de imóveis não possui taxas de juros, apenas as taxas de administração que são obradas pelas administradoras. Este é um ponto muito positivo, que faz com que cada vez mais pessoas estejam fazendo parte dos consórcios imóveis.

Para que a taxa de administração não seja abusiva, é importante conhecer todas as regras e cláusulas contidas no contrato, pois pode haver muita diferença de uma administradora para a outra.

De maneira geral, fazer um consórcio de imóvel sai bem mais barato do que fazer um financiamento de imóvel.

Outro fator positivo do consórcio, está no fato de ele não possuir muita burocracia para ser feito, diferente dos financiamentos.  

A análise de crédito não é rigorosa, e em alguns casos é possível que até pessoas que estejam negativadas consigam fazer parte de um consórcio, porém o seu nome precisa ser regularizado antes da contemplação da carta de crédito.

Pode usar o FGTS?

Para o consórcio de imóveis, é possível usar até 100% do valor do seu FGTS para o pagamento das parcelas, e também para fazer os lances. Além disso, é possível também usar este valor para fazer um complemento da carta de crédito, desta forma, é possível fazer a compra de um imóvel mais caro.

Para que o FGTS possa ser usado, é importante seguir alguns critérios impostos pela Caixa Econômica Federal, e também pela administradora responsável pelo seu consórcio.

Para que você possa ter um consórcio de imóveis que realmente atenda às suas expectativas, e que seja favorável para você, é importante tomar alguns cuidados com relação a escolha da administradora.

Ela precisa ser altamente confiável, e além disso não pode fazer a cobrança de taxas abusivas de administração.

Sendo assim, podemos ver que o consórcio de imóveis é uma excelente opção para quem deseja realizar o sonho de ter uma casa ou um ponto comercial do jeito que sempre quis, sem ter que pagar altas taxas de juros para isso.

Financiamento com a construtora: como financiar e as vantagens e desvantagens

Entenda as vantagens e desvantagens de comprar um imóvel na planta