Financiamento com a construtora: como financiar e as vantagens e desvantagens

Bancos podem ser abusivos na hora de cobrar seus financiamentos. Para isso, as construtoras oferecem linhas de crédito para compra de imóveis. Co nfira como isso funciona, vantagens e desvantagens.

 

Conseguir uma linha de crédito com um banco pode ser um pouco trabalhoso. Os juros também podem não ajudar. O financiamento com a construtora pode ser uma solução melhor para o comprador. Entenda agora como financiar e quais são as vantagens e desvantagens.

Financiamento com a construtora: como funciona?

Um financiamento é uma linha de crédito cedida por alguma empresa a alguém para ser gasto com algo, como por exemplo uma compra.

Geralmente os financiamentos são utilizados para quem quer comprar um imóvel ou construir algo.

A partir do sonho de muita gente para ter a casa própria, construtoras começaram a fazer seu próprio financiamento para dar aos seus clientes as melhores condições na hora de fechar o negócio.

As linhas de créditos fornecidas pelas construtoras funcionam da mesma forma que nas outras empresas que ofertam o financiamento.

A construtora, assim como outra empresa do ramo de financiamento, fornece uma linha de crédito ao cliente para que ele possa usá-la para adquirir o imóvel tão desejado.

Entretanto, há vantagens e desvantagens a serem avaliadas na hora de o comprador realizar o financiamento e assinar o contrato.

Vantagens

A comodidade de já estar próximo à construtora que edificará o empreendimento pode ser vista como um benefício para o comprador. Porém, existem mais algumas vantagens para o cliente que deseja financiar com a empresa:

  • Menos burocracia na hora de contratar o serviço;
  • É possível a compra do imóvel na planta e, consequentemente, por um valor mais baixo;
  • Crédito aprovado quase que instantaneamente;
  • Mesmo que o cliente tenha o CPF com restrições, algumas empresas conseguem superar o débito e oferecer uma linha de crédito especial
  • O financiamento com a construtora diretamente também diminui os custos interposto pelos bancos;
  • A negociação nas formas de pagamento pode angariar vantagens, como a redução quase total de alguns custos;
  • Caso não seja possível pagar a parcela referente ao mês por conta de alguma eventualidade, na construtora o diálogo é bem mais aberto para acordar um compromisso;
  • Imóveis com valor elevado possuem melhores benefícios de financiamento contratado pela construtora;
  • Não são cobrados os juros das parcelas durante a edificação do empreendimento.

Para fazer com que a linha de crédito aconteça com a construtora, basta levar os documentos pessoais e uma comprovação de renda.

Desvantagens

As desvantagens também devem ser consideradas na hora de contratar o serviço de financiamento com a construtora. Assim como as vantagens, os pontos negativos devem ser examinados, como por exemplo:

  • Menos tempo de financiamento. Bancos e empresas podem prolongar o pagamento das parcelas por até 35 anos, já as construtoras dão um prazo de 5 a 10 anos para quitar a mensalidade;
  • O FGTS não é uma opção para complementar parte do valor de entrada no imóvel;
  • Imóveis já prontos não podem ser financiados por construtoras;
  • Valores inferiores a R$ 150 mil podem dar algum prejuízo para o contratante do serviço de linha de crédito, pois os juros podem ser um pouco mais pesados;
  • Há a correção do valor imposto pelo Índice Nacional de Custo da Construção (INCC).

As vantagens, assim como desvantagens, dependem exclusivamente do cliente e o tipo de investimento que ele deseja fazer. O financiamento de imóveis pelas construtoras tem sido uma prática cada vez mais comum entre as pessoas e tem realizado muitos sonhos de possuir a casa própria.

Em dúvida, não deixe de pesquisar

Postas as vantagens e desvantagens, o financiamento pela construtora funciona com o benefício já citado que é o de menor burocracia na hora da contratação do serviço.

Cada um tem o seu objetivo de obter a casa própria. Caso ainda haja dúvidas em relação a melhor opção, é recomendado estudar, comparar e analisar qual a melhor forma de conquistar o imóvel tão desejado.

Crédito imobiliário com recurso de poupança: risco ou investimento?

Consórcio de imóveis