Quais são os principais tipos de financiamento imobiliário?

Existem diferentes tipos de financiamento imobiliário. Veja alguns que listamos a seguir, e descubra qual deles é perfeito para você realizar o sonho da casa própria.

 

Para a grande maioria dos brasileiros, adquirir um imóvel a vista é tarefa impossível. E por isso apostar em um dos principais tipos de financiamento imobiliário pode ser a solução para quem quer sair do aluguel.

Os financiamentos disponibilizam um valor que é suficiente para quitar boa parte do imóvel. Assim, em pequenas parcelas você poderá pagar o restante e quitar essa dívida com a empresa que financiou.

O valor disponibilizado por uma empresa financiadora pode cobrir até 80% do preço de seu imóvel, o que é uma bela de uma ajuda para conseguir comprar a primeira casa própria.

Mas nem todo mundo sabe que existem diferentes tipos de financiamento imobiliário. A seguir vamos falar detalhadamente sobre eles, e dizer quais são as opções para quem precisa de uma ajuda para conseguir um imóvel.

Descubra quais são os principais financiamentos imobiliários

Cada sistema de financiamento imobiliário atua de um jeito diferente. Para quem pretende contratar um serviço desses, é fundamental entender as diferenças para conseguir escolher com mais cuidado.

Vamos então explicar os três principais financiamentos imobiliários para que você perceba as diferenças cruciais entre eles.

  • Sistema de Amortização Constante:

O nome já diz tudo: essa tabela mantém o valor mensal amortizado durante toda a quitação da dívida. Mas é importante lembrar que a cobrança de juros é decrescente. Ou seja: nas primeiras parcelas você pagará mais caro, enquanto as outras ficarão mais baratas, e a última será a de menor preço.

  • Sistema de Amortização Crescente (Sacre):

Nesse caso a tabela passar por um crescimento, e no meio do período de pagamento da dívida atinge o seu ápice, quando volta novamente a cair. É bom para quem quer se organizar no começo do pagamento das mensalidades.

  • Tabela Price:

Já no caso da tabela Price é possível manter as parcelas exatamente com o mesmo preço durante todo o pagamento do financiamento imobiliário. Mas é importante saber que se a amortização for aplicada no começo, a taxa de juros se acumulará para o final.

Financiamento imobiliário desenvolvido pelo governo Federal

Além desses tipos de financiamento imobiliário citados aqui, existem ainda as opções que são oferecidas pelo governo federal. Atualmente existem 3 modelos predominantes, que ajudam pessoas a conquistarem a casa própria.

  • Minha Casa, Minha Vida:

Esse projeto funciona desde 2009. Ele foi criado pelo Governo Federal para dar acesso ao imóvel próprio às famílias de baixa renda. As opções de quitação variam de 10 a 30 anos com parcelas e juros baixíssimos.

  • Sistema Financeiro de Habitação:

Esse sistema de financiamento também criado pelo Governo Federal serve para imóveis com valores até 750 mil reais (para habitações em São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal) e 650 mil para todos os outros estados.

É muito importante que as parcelas não comprometam mais do que 30% da renda mensal do comprador – esse é um critério básico para que o financiamento seja liberado.

  • Sistema de Financiamento Imobiliário:

Os riscos são maiores e também sofrem uma variação mais expressiva nesse caso. Não há valor limite do imóvel e nem de renda comprometida para que esse modelo de financiamento seja aprovado.

Conhecer os diferentes tipos de financiamento imobiliário é muito importante para quem pretende adquirir um imóvel. Pesquisar é a parte principal de todo esse processo.

Cada tipo de financiamento imobiliário oferece uma especificidade. Conhecendo todos eles você conseguirá escolher com mais certeza aquele que é ideal para o seu caso.

Então analise os tipos de financiamento imobiliário que listamos aqui, e defina qual deles é perfeito para você. Lembre-se sempre se verificar sobre variação de juros e condições de pagamento antes de escolher por um dos métodos.

Conheça as vantagens e desvantagens de um consórcio imobiliário

Consórcio ou Financiamento – Conheça as vantagens e desvantagens